Sobre/contato

A Vai & Vem Produções Culturais e Cinematográficas foi fundada em 2009 pelas produtoras  Cecília Lara e Liciane Mamede.

cecilialara1@gmail.com / liciane.mamede@gmail.com
endereço para correspondência: Rua das Rosas, 123 / 92 – CEP 04048000 – São Paulo/SP

Fazemos curadoria, gestão e produção cultural e audiovisual na cidade de São Paulo.

Cecília Lara é  formada em Comunicação Social pela Unesp, com mestrado em Literatura pela PUC-SP e especialização em docência pelo Senac. Estudou roteiro na EICTV, em Cuba, e Letras na USP. Desde 2005 faz produção e gestão de projetos culturais e audiovisuais. Pela Vai e Vem, fez a produção executiva de mais de 20 mostras audiovisuais nacionais e internacionais em instituições de grande porte como Centro Cultural Banco do Brasil, Caixa Cultural, Centro Cultural São Paulo, Instituto Moreira Salles, entre outros. Foi produtora do Festival É Tudo Verdade, do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo e do Videobrasil. Em produção audiovisual, foi coordenadora de produção na PaleoTV (Programa “Transando com Laerte”, pro Canal Brasil), assistente de produção executiva na RT Features (filme “A Vida Invisível”, de Karim Ainouz); assistente de produção executiva na Formata Produções e Conteúdo (filme “Madeinusa”, de Rodrigo Van Der Put), e supervisora de processos de fomento na O2 Filmes. Também atuou como parecerista de projetos inscritos na Lei Rouanet e trabalhou na gestão de editais públicos no MinC – Ministério da Cultura (FICTV/Mais Cultura) e na Ancine – Agência Nacional do Cinema (Prodav 11 – TVs Públicas). Foi membro da comissão de seleção do edital público Nossa Onda, também do MinC. Durante 2 anos foi produtora e programadora da Cinemateca Brasileira. Fez a curadoria e produção executiva do projeto Ruas de Lazer, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Atualmente é assistente de produção executiva na Cinefilm (séries “Não Foi Minha Culpa”, pra FOX, e “Tudo Igual Só que Não”, pra Disney) além de produtora executiva do Ateliê da Margem, espaço de arte no Grajaú.

Liciane Mamede é produtora cultural e doutoranda do programa de Comunicação e Multimeios da Unicamp, com uma tese sobre História e Preservação do cinema brasileiro. Possui graduação em Comunicação Social pela UNESP (2004), mestrados em Imagem e Som pela UFSCar (2014) e em Valorização do Patrimônio Cinematográfico pela Universidade Paris 8 (2017). Já trabalhou na área de produção cinematográfica, tendo feito a produção executiva dos curtas-metragens Tristesse Robot (Victor-Hugo Borges, 2009), O Menino Que Plantava Invernos (Victor-Hugo Borges, 2009) e Pontos de Vista (Fábio Yamaji, 2014). Foi collegium do festival Giornate del Cinema Muto (Itália, 2008 e 2009). Já curou e produziu diversas mostras de cinema, entre elas “O Sentimento (Feminino) do Mundo: O Cinema de Mia Hansen-Løve” (CCSP, 2017); “Nouvelle Vague Tcheca: o Outro Lado da Europa” (CCBB-SP, CCBBRio e sala PF Gastal, 2014); “Jonas Mekas”, (CCBB-SP, Cinusp e Sala PF Gastal, 2013); “Cinema Ritrovato on Tour” (CCSP, 2011 e 2016), entre outras.  Entre outros, trabalhou para o festival Toute la mémore du monde (produzido pela Cinemateca Francesa), Il Cinema Ritrovato (produzido pela Cinemateca de Bolonha) e Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, para a qual, desde 2012, faz seleção de filmes para o Panorama Internacional.

Curta nossa página no Facebook.

cecilialara1@gmail.com / liciane.mamede@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: