Mia Hansen-Løve: o sentimento (feminino) do mundo

22788662_855166727984807_2062537335979845081_n

de 2 a 5 e novembro de 2017

O Centro Cultural São Paulo acolhe, de 2 a 5 de novembro, o ciclo cinematográfico Mia Hansen-Løve: O sentimento (feminino) do mundo, uma homenagem à jovem e talentosa cineasta francesa Mia Hansen-Løve.
Serão exibidos todos os cinco longas-metragens que ela dirigiu a partir de 2007: Tudo Perdoado (Tout est pardonné, França, 2007), O Pai dos Meus Filhos (Le Père de mes enfants, França, 2008), Adeus, primeiro amor (Un amour de jeunesse, França/Alemanha, 2010), Éden (França, 2013) O Que Está Por Vir (L’Avenir, França, 2015).
Evento produzido pela Vai e Vem Produções Culturais e Centro Cultural São Paulo, com apoio da Embaixada da França no Brasil.

Programação

02/11/2017 – Quinta-Feira
17:00 – Tudo Perdoado (Tout est pardonné, 2007, 105 min, DCP)
19:30 – O Que Está Por Vir (L’Avenir, 2016, 98 min, DCP)

03/11/2017 – Sexta-Feira
17:00 – Éden (2014, 131 min, DCP)
20:00 – Adeus, Primeiro Amor (Un amour de jeunesse, 2010, 110 min, DCP)

04/11/2017 – Sábado
17:00 – Tudo Perdoado (Tout est pardonné, 2007, 105 min, DCP, )
20:00 – O Pai dos Meus Filhos (Le Père de mes enfants, 2009, 110 min, DCP)

05/11/2017 – Domingo
15:00 – Adeus, Primeiro Amor (Un amour de jeunesse, 2010, 110 min, DCP)
17:30 – Éden (2014, 131 min, DCP)
20:00 – O Que Está Por Vir (L’Avenir, 2016, 98 min, DCP)

Sinopses

Adeus, primeiro amor (Un amour de jeunesse, França/Alemanha, 2010, 110’)
Direção: Mia Hansen-Løve
Direção de fotografia: Stéphane Fontaine
Roteiro: Mia Hansen-Løve
Elenco: Lola Creton, Sebastian Urzendowsky, Magne-Håvard Brekke, Valérie Bonneton
Final dos anos 1990, os adolescentes Camille (Lola Creton) e Sullivan (Sebastian Urzendowsky) vivem a experiência do primeiro amor em toda sua intensidade. Ao mesmo tempo em que passam o verão juntos no interior da França, Sullivan prepara sua viagem de dez meses pela América Latina. Quando ele finalmente parte para cumprir seu plano, resta a Camille se conformar com suas cartas apaixonadas que, aos poucos, vão se tornando cada vez mais raras. A jovem segue em frente com seus projetos. Gradualmente, vai ficando claro o lugar desse grande amor em sua vida.

EDEN1


Éden (França, 2013, 131’)
Direção: Mia Hansen-Løve
Direção de fotografia: Denis Lenoir
Roteiro: Mia Hansen-Løve, Sven Hansen-Løve
Elenco: Félix de Givry, Pauline Étienne, Hugo Conzelmann, Roman Kolinka, Greta Gerwig
No início dos anos 1990, Paul (Félix Givry) e Stan (Hugo Cozelmann) acompanham de perto a cena da música eletrônica parisiense, em plena ascensão. Enquanto DJs, eles se lançam no subgênero garage house e, em pouco tempo, conseguem aceder à cena internacional. Aos poucos, no entanto, vai ficando claro que a vida de DJ não é compatível com qualquer estabilidade. Stan sai cada vez mais de cena em prol da família, enquanto Paul insiste em investir até onde pode em seu amor pela profissão, porém isso lhe custará muitas frustrações.

O Pai dos Meus Filhos (Le Père de mes enfants, França, 2008, 110’)
Direção: Mia Hansen-Løve
Direção de fotografia: Pascal Auffray
Roteiro: Mia Hansen-Løve
Elenco: Chiara Caselli, Louis-Do de Lencquesaing, Alice de Lencquesaing
Grégoire Canvel (Louis-Do de Lencquesaing) é um produtor de cinema especializado em filmes de autor. Ele aposta alto em seus projetos e não titubeia em assumir grandes riscos financeiros para realizá-los. Enquanto isso, Sylvia (Chiara Caselli), sua esposa, se dedica exclusivamente à gestão da vida familiar do casal. Uma vez que o equilíbrio dele está ancorado no trabalho, a partir do momento em que os débitos acumulados começam a ameaçar a sobrevivência de sua produtora, Grégoire não hesitará em recorrer a medidas extremas.

O Que Está Por Vir (L’Avenir, França, 2015, 100’)
Direção: Mia Hansen-Løve
Direção de fotografia: Denis Lenoir
Roteiro: Mia Hansen-Løve
Elenco: Isabelle Huppert, André Marcon, Roman Kolinka, Edith Scob, Sarah Le Picard
Nathalie (Isabelle Huppert) e Heinz (André Marcon) têm 25 anos de vida em comum e dois filhos. Ambos são professores de filosofia e, amparados pelo conforto de uma relação conjugal madura, parecem ter alcançado uma fase relativamente estável em termos emocional, social e financeiro. Porém, um fato vem abalar esta aparente solidez: Heinz decide deixar a mulher para ir viver com sua amante.

Tudo Perdoado (Tout est pardonné, França, 2007, 105’)
Direção: Mia Hansen-Løve
Direção de fotografia: Pascal Auffray
Roteiro: Mia Hansen-Løve
Elenco: Paul Blain, Marie-Christine Friedrich, Constance Rousseau, Carole Franck
Depois de uma temporada passada em Viena, sua terra natal, Annette (Marie-Christine Friedrich) e seu marido francês, Victor (Paul Blain), decidem retornar a Paris com a filha Pamela. Porém, uma vez nesta cidade, Victor, aspirante a escritor, acaba se perdendo ainda mais no ócio e nas drogas. Sua mulher aceita essa situação por um tempo, até que a ocorrência de certos fatos a obrigam a tomar uma atitude.

Serviço:
Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro 1000, Paraíso, São Paulo (a 2 minutos da estação de metrô Vergueiro)
Tel: (11) 3397 4002
E-mail: ccsp@prefeitura.sp.gov.br
Sala Lima Barreto – INGRESSO CINEMA valor: R$2,00

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s