IL CINEMA RITROVATO ON TOUR

CICLO DE CLÁSSICOS RESTAURADOS

CENTRO CULTURAL SÃO PAULO – 5 A 19 DE MAIO DE 2016
BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE – 6 A 13 DE MAIO DE 2016

Programação – clique aqui

Sinopses dos filmes – clique aqui

Curso sobre Rossellini – clique aqui

Para baixar o pdf do catálogo clique aqui

Palestra – Uma Conversa sobre Restauração Cinematográfica

foto: Piazza di Maggiore, Bolonha, Itália, durante o festival

*Em sua segunda edição, evento traz longas e curtas-metragens exibidos no IL CINEMA RITROVATO, principal festival de cinema do mundo dedicado à exibição de clássicos restaurados, que acontece já há 30 anos, anualmente, em Bologna, na Itália;

*São 13 programas que reúnem clássicos italianos (Rossellini, Fellini, Franco Brusati) e do cinema mundial (estão presentes filmes de Chaplin, Jean Renoir, Jacques Tati, Sergei Parajanov);

*Além da exibição dos filmes, estão programadas ainda uma palestra sobre restauração com ex-conservadora da Cinemateca Brasileira Fernanda Coelho e um curso sobre a obra de Roberto Rossellini a ser ministrada pelo crítico Luiz Carlos Oliveira Jr. Ambas são abertas ao público em geral e têm entrada gratuita – os ingressos estarão disponíveis para retirada a partir de uma hora antes dos eventos.

O ciclo Il Cinema Ritrovato On Tour, que acontece de 5 a 19 de maio em São Paulo, exibirá, no Centro Cultural São Paulo e na Biblioteca Mário de Andrade, clássicos do cinema restaurados que fizeram parte da programação do do festival italiano Il Cinema Ritrovato e, em sua maioria, foram restaurados pelo laboratório L’Immagine Ritrovata, pertencente à Cineteca di Bologna.

O Il Cinema Ritrovato, organizado pela Fondazione Cineteca di Bologna anualmente já há 30 anos na cidade de Bolonha, é dedicado sobretudo à exibição de obras recentemente restauradas. A Cineteca possui ainda um dos principais laboratórios da Europa especializado na restauração de filmes, o L’Immagine Ritrovata. Grande parte dos filmes exibidos no evento paulistano foram restaurados por este laboratório, como os filmes italianos (de Roberto Rossellini, Federico Fellini, Franco Brusati, Mario Caserini e Giovanni Vidali), os filmes de Chaplin e os filmes restaurados por iniciativa da organização não governamental The Film Foundation (A Cor da romã e Estrela encoberta de nuvens).

Para esta segunda edição em terras brasileiras (a primeira edição teve lugar em 2011, sob o nome de A Imagem Reencontrada: Homenagem ao Il Cinema Ritrovato), foram selecionados 13 programas, a maior parte deles compostos por clássicos italianos. Porém, houve também uma especial preocupação de abrir espaço a clássicos do cinema mundial.

Entre os filmes programados, estão previstas obras que foram restauradas graças aos esforços da organização não-governamental The Film Foundation, que se dedica à proteção e à preservação da história do cinema por meio, entre outras iniciativas, da restauração de filmes fundamentais da cinematografia de países em desenvolvimento. A The Film Foundation já restaurou filmes brasileiros, mexicanos, indianos, africanos. As obras que este ano apresentamos são A Cor da romã (Sayat Nova, URSS, 1969), de Sergei Parajanov (o corte que foi objeto da restauração da Film Foundation foi o armênio, justamente, aquele que melhor correspondia à vontade do diretor em relação à forma de seu filme) e Estrela encoberta de nuvens (Meghe Dhaka tara, Índia, 1960), de Ritwik Ghatak.

Os demais programas trazem filmes de Charles Chaplin, Mario Casarini, Roberto Rossellini e Jean Renoir, entre outros. Destaque para o filme Spartaco (Spartaco, il gladiatore della tracia, Itália, 1913), de Giovanni Vidali, cuja restauração foi apenas possível graças ao fato de que existia uma cópia preservada da obra na Cinemateca Brasileira (pois, na época em que o filme foi lançado, ele estreou no Brasil).

Também merece especial atenção a versão restaurada do mítico filme de Jean Renoir, Um Dia no campo (Une Partie de campagne, França, 1936, 40 min.). Foram tantos os imprevistos em torno da filmagem deste média-metragem que Renoir acabou por abandonar o set e nunca, efetivamente, terminou a obra. Sua montagem foi realizada apenas quase uma década depois. Segundo Jane Bergstrom, especialista na obra do mestre francês: “Em nenhum outro filme, Renoir assimilou tão bem ao seu próprio estilo as heranças do Naturalismo e do Impressionismo combinadas”.

A programação inclui também a palestra “Uma Conversa sobre restauração cinematográfica”, com Fernanda Coelho, pesquisadora com mais de 30 anos de experiência na preservação audiovisual, e um curso sobre a obra de Roberto Rossellini ministrado por Luiz Carlos de Oliveira Jr, crítico e pesquisador.

Todos os filmes serão exibidos em cópias digitais (DCP, Bluray ou DVD) com legendas eletrônicas em português.

O evento tem curadoria da pesquisadora Liciane Mamede e de Guy Borlee, coordenador de programação do Il Cinema Ritrovato; patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo/Prefeitura de São Paulo; apoio da Cineteca di Bologna e do Festival Il Cinema Ritrovato; realização da Vai e Vem Produções e do Circuito Municipal de Cultura; apoio institucional do Consulado da França no Brasil, da Cinemateca da Embaixada da França e do Institut Français.

Sobre o Il Cinema Ritrovato

A Cineteca di Bologna, um dos mais renomados arquivos europeus devotados à preservação e à restauração de filmes, organiza anualmente, já há 30 anos, o festival Il Cinema Ritrovato, frequentemente referido como “o paraíso dos cinéfilos”. O evento consiste em oito dias memoráveis em que o público é convidado a mergulhar numa experiência intensa e única: são mais de uma centena de sessões permitindo-lhes (re)descobrir os clássicos por meio de versões recentemente restauradas (analógicas ou digitais); além dar-lhes a possibilidade de encontrar renomados especialistas da história do cinema, bem como protagonistas do cinema atual. Mais de 400 títulos são apresentados em seis salas de cinemas, além da maior de todas elas: a Piazza Maggiore (Sotto le Stelle del Cinema), praça central bolonhesa, que, nesse período, se transforma em uma imensa sala de cinema ao ar livre para duas mil pessoas e que fica disponível aos bolonheses e aos cinéfilos que por ali passam durante todo o verão. A 31ª edição do festival terá lugar de 25 de junho a 02 de julho de 2016.

 

APOIO

PATROCÍNIO E REALIZAÇÃO

 

circuito

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s